Andersson DeGaspari trabalha nas equipes Murex e Calypso da CPQi há mais de 10 anos. Nesse tempo, ele construiu amizades duradouras e trabalhou em projetos inovadores. Nós o alcançamos esta semana para saber mais sobre sua experiência no CPQi.

Andersson, obrigado por se juntar a nós. O que te trouxe ao CPQi?

CPQi me apresentou um projeto extremamente interessante para trabalhar. Depois de falar com a equipe de liderança, fiquei impressionado com a empresa e com o desafio.

Como resultado, fizemos a implementação murex mais rápida para o mercado onshore brasileiro. O desafio foi enorme e alcançamos um sucesso sem precedentes.

Com o tempo, com a minha ajuda, pudemos convidar outros analistas altamente qualificados da Murex que trabalharam comigo no passado em um grande banco e criaram um “Dream Team” comigo, Enio Nagae, André Rodrigues, Caio Ferreira e outros.

Como o CPQi o apoiou durante sua jornada profissional?

Tenho dezenas de exemplos, mas um deles foi o apoio que nosso CEO me deu para um projeto pessoal, que resultou no desenvolvimento de um livro sobre Títulos Públicos Brasileiros com o Prof. Dr. Samy Dana (professor da FGV e um dos economistas mais respeitados da mídia, com colunas diárias na Rádio e TV Jovem Pan e outros jornais).

Produzimos todo o lado de modelagem quantitativa do livro e o CPQI, representado pelo nosso CEO, tinha uma citação em livro.

O Prof. Samy escreveu na introdução que sem o apoio e o conhecimento do CPQi e seus analistas, esse livro não seria possível.

http://www.samydana.com.br/

https://www3.livrariacultura.com.br/em-busca-do-tesouro-direto-42892213/p

Em que projeto você está particularmente orgulhoso de trabalhar durante o seu tempo com o CPQi?

Trabalhei no CPQi em muitos projetos que me deixaram orgulhoso:

  • A referida implementação da Murex para produtos onshore no maior banco de empréstimos da África.
  • Desenvolvemos complementos para calculadoras de opções, curvas de títulos públicos e dados de fundos de investimento para BROADCAST da Agência Estado. Este software é líder de divulgação de dados de mercado para o mercado brasileiro. Mais de 10 mil usuários no mercado financeiro utilizam os complementos desenvolvidos pelo CPQi, e por causa desse projeto fui abordado pela FGV para apoiar a criação de um livro sobre modelagem de títulos públicos.
  • Modelagem de Derivativos Exóticos para Calypso em uma das maiores empresas de infraestrutura do mercado financeiro do mundo. Participei de uma das frentes do projeto, onde, com as empresas mais importantes, pude modelar derivados exóticos em Calypso utilizando Local Vol, Copula e MonteCarlo.

Você poderia nos contar sobre uma vez que alguém fez você se sentir especial no CPQi

CPQi me fez sentir especial em várias ocasiões. Em várias ocasiões, tenho orgulho de ter Terry Boyland, nosso CEO, como líder.

Por exemplo, em uma das ocasiões que nunca esquecerei, em um dos momentos mais difíceis da minha vida, quando perdi meu pai, Terry fez questão de me ligar e dar seu apoio.

Outra ocasião foi quando comecei meu trabalho no Chile, Terry me deu o apoio necessário para que eu não tivesse que deixar minha família durante esse período, permitindo-me fazer meio período no Chile e meio período no Brasil

Eu nunca tinha trabalhado em uma empresa onde o CEO forneceu tanta bondade e se preocupou tão profundamente com meu bem-estar.

Você fez amigos que vão durar para sempre no CPQi?

Sim. Muitas pessoas no CPQi são muito especiais para mim, algumas que ainda estão na equipe e outras que não trabalham mais conosco, mas marcaram a história da empresa, pois estavam sempre próximas e atentas ao bom clima da equipe, como Nelson Silva e Cida Mendonça, entre muitos outros.

Por que você escolheu trabalhar no CPQi?

Recebi uma ligação do CPQi para trabalhar na implantação da Murex em uma grande instituição financeira. Eu tinha trabalhado para aquela instituição financeira no passado e tinha muitos amigos lá, por causa disso, o projeto me interessava muito.

Durante o projeto, tive muito contato com Terry e Giovano, e comecei a conhecer mais sobre a empresa.

Fiquei muito triste com o fim do projeto e até recebi propostas de outras empresas. Mas, com o sucesso do projeto e a possibilidade de surgimento de outros, a empresa decidiu prorrogar meu contrato e eu, apesar de receber propostas com valores melhores, decidi ficar.

Foi uma das melhores decisões da minha vida.

Por que você gosta de trabalhar no CPQi?

Pelos constantes desafios que me são apresentados, pela oportunidade que a empresa oferece para que eu possa aprender e ensinar cada vez mais sobre o mercado financeiro (que eu amo).

Para as oportunidades de estar entre pessoas com QI muito alto, muitas com grande conhecimento do mercado financeiro.

Pela oportunidade de trabalhar com grandes instituições financeiras.

Pelo carinho e respeito da equipe comigo.

Conte-nos sobre o melhor dia que você já teve no CPQi

É muito difícil escolher o melhor dia.

Durante esses dez anos, tenho sido alguns dias ruins e incontáveis dias excelentes.

Um desses excelentes dias, por exemplo, foi quando em São Paulo, dei uma palestra em um hotel na Avenida Paulista para nossa equipe de analistas funcionais e para alguns clientes importantes, onde conseguimos demonstrar a qualidade da nossa equipe funcional.

Outro exemplo foi durante nossa participação no CIAB FEBRABAN, quando demonstramos nossos projetos e nossas habilidades para executivos do mercado financeiro.

Que ambições você tem para o seu futuro no CPQi?

Quero continuar agregando valor no CPQi.

Aspiro ser referência em termos de conhecimento do mercado financeiro para a empresa no Brasil e no Chile.

Atualmente, minha principal aspiração é contribuir para aumentar a base de clientes no Chile e poder continuar trabalhando remotamente nesse ramo.

Investi muito tempo para me preparar para os desafios que nossos clientes enfrentarão no curto prazo, como a Transição Libor e as novas metodologias de modelagem de risco, como as XVAs.

Minha ambição hoje é continuar nesses projetos, onde tenho total confiança do cliente e posso participar do primeiro projeto XVA do CPQi.

Dentro do mercado financeiro, a área de Análise Quântica é a que mais me fascina.

Acredito que trabalhar em Quant Analysis e XVA agregará grande valor a mim e ao CPQi e me tornará mais capaz de suportar e treinar novos recursos para esta área.

Acredito que este projeto será o primeiro de uma longa linha de pessoas a seguir.